Star Wars- The Force Awakens – 5 coisas que você entendeu errado (ou -O Despertar do Mimimi) [SPOILERS]

Antes da estreia deste que ainda virá a ser o filme de maior sucesso de todos os tempos, eu tinha duas certezas: a primeira é que o filme seria sensacional; e a segunda é que, independente da qualidade do filme, os mimimis viriam com força total. Esse post serve como resposta para alguns desses mimimis e também para quebrar algumas “certezas” que muita gente anda falando por aí. Vamos lá.

1) Kylo Ren é um péssimo vilão, parece mais uma criança birrenta, não tem motivo algum para ele ser assim.

OK, substituir Darth Vader é uma tarefa ingrata, afinal, o pai de Luke é tido como o maior vilão de todos os tempos, de qualquer mídia. Mas ele é tão melhor que Kylo Ren assim? É fácil responder isso, basta assistir novamente ao primeiro filme da saga, Uma Nova Esperança. Darth Vader é um vilão robótico (muita gente já achou que ele, assim como os Stormtroopers, era um robô), inexpressivo e com poucas camadas. Tudo o que nos mostram é um cara malvado, poderoso e subalterno ao grande imperador. As demais facetas do personagem só são vistas nos demais filmes.

Agora, Kylo Ren. Observe tudo o que sabemos sobre o cara: filho de um contrabandista marrento e de uma princesa e sobrinho do maior Jedi vivo. Ben Solo, em algum momento foi treinado pelo tio e sucumbiu ao lado negro da força. “Ah, mas foi sem motivo, muito diferente do que aconteceu com o Anakin”, alguns podem dizer. No entanto, gostaria que me dissessem como alguém pode saber que foi sem motivo. O filme não nos mostrou isso, mas com certeza ainda saberemos o que aconteceu ali. E essa resposta pode surpreender. Continuemos com a análise de Kylo Ren: ele ainda é jovem, nem sequer concluiu seu treinamento. Ben é temperamental, explosivo, assim como seu avô Anakin, mas ainda não aprendeu a lidar com isso. Ele dá ataques de pelanca, destruindo tudo à sua volta quando algo não dá certo. Isso não só humaniza o personagem como serve de comparativo quando formos apresentados ao Kylo Ren dos próximos filmes, o qual, acredito, será disciplinado e não deixará a fúria interferir em seus poderes como antes. Há muito ainda a se saber sobre Ben Solo, ou Kylo Ren, mas com o que já sabemos já podemos dizer que se trata de um personagem, no mínimo, interessante. Com certeza mais interessante que o Darth Vader do primeiro filme.

2) Finn é traidor, viva o TR-8R / Como Finn consegue lutar tão bem com o sabre de luz?

Finn, coprotagonista da história, é responsável pelas cenas mais cômicas do longa. Mas está longe de ser apenas um alívio cômico. Assim como Rey, Finn caminha por cada um dos estágios clássicos da jornada do herói, e ele se mostra um dos personagens mais corajosos de toda a saga. Antes de continuar, é importante salientar uma coisa: a meu ver, Finn é force sensitive, em outras palavras, “a força está com ele”. Durante o texto, mostrarei alguns indícios bem sólidos que comprovam isso.

FN-2187 foi treinado desde muito pequeno para ser um soldado. Seu destino era servir à Primeira Ordem como um soldado fiel e descartável, obedecendo todas as ordens de uma organização assassina e fascista. Assim como todo soldado, Finn foi condicionado a servir, ou seja, teve a sua mente condicionada para não fazer nada além do que lhe é ensinado. Stormtroopers não são necessariamente maus, eles passaram por uma lavagem cerebral severa. Como observamos, porém, Finn, dentre milhares de outros soldados, foi o único que se rebelou, o único que se recusou a matar inocentes em sua primeira missão. Ou seja, a força fez com que a mente dele resistisse às técnicas de lavagem cerebral, e Finn manteve a sua índole boa. Kylo Ren notou Finn a ponto de decorar seu número de série e saber, antes que lhe informassem, que era ele o Stormtrooper que fugiu com Poe Dameron. Finn não é traidor, ele é uma pessoa boa que se recusou a se manter passiva diante da injustiça. Finn é um herói.

Agora vamos a cena da luta contra outro Stormtrooper. Chega ser risível uma pessoa ficar contestando a habilidade de Finn com o sabre e bater palmas para TR-8R, o soldado que SABE LUTAR COM ARMAS BRANCAS. Aprendam, crianças, nada do que é mostrado na tela é por acaso. O Stormtrooper fodão na arma branca serve para deixar o espectador ciente de uma coisa muito importante: Stormtroopers sabem lutar!!! Eles treinam a vida inteira para serem soldados, e combate com armas brancas é parte desse treinamento. Até porque, é bom saber se defender um pouco contra Jedis, não é mesmo? Se Finn se mostra relativamente habilidoso com um sabre de luz é porque ele recebeu treinamento e, é claro, porque é force sensitive.

No final do filme, ainda vemos como Finn é corajoso. O cara viu de perto inúmeras vezes o que Kylo Ren é capaz de fazer, e, mesmo assim, partiu para cima dele que nem louco. Tem que tirar o chapéu para o cara!

3) O filme é uma cópia de Uma Nova Esperança

De acordo com essa lógica, os roteiristas do filme pensaram o seguinte “poxa, para que ter tanto trabalho criando algo novo, vamos repetir o que já fizeram, nem vão perceber”. Vou dar um recado para você, amiguinho, você não é um gênio por ter percebido as inúmeras semelhanças que o filme tem com A Nova Esperança. Todo mundo notou, beleza? Essas semelhanças não são à toa. Tudo ali foi muito pensado. Muito mesmo. O fato de o pontapé inicial dessa nova trilogia prestar tanta homenagem ao primeiro filme da saga mostra o tamanho do respeito que J. J. Abrams e os demais envolvidos têm pelo o universo de Star Wars. Não se concentrem nas semelhanças, mas nas diferenças. Podem ter certeza que a história tomará um rumo bem diferente do que todos estão pensando.

4) Não tem sentido Rey e Finn terem conseguido enfrentar Kylo Ren

Essa aqui é dita por pessoas que, claramente, não prestaram atenção no filme. Vamos aos motivos que fizeram a luta de Finn e Rey contra Kylo Ren ser equilibrada, apesar de o vilão ser muito mais forte. Como já falei anteriormente, fica bem claro que, apesar de forte, Kylo Ren perde o controle fácil, deixando a emoção interferir nos seus poderes. O que havia acontecido com ele logo antes da luta? Ah, ele só matou o pai, né? Motivo algum para estar abalado psicologicamente. Mas, é claro, só isso não bastaria. Lembra daquela coisa muito importante que falei lá no item 2: “nada do que é mostrado na tela é por acaso”? Então, vocês notaram quantas vezes o filme mostrou o quanto a arma usada pelo Chewie é absurdamente poderosa? Vemos Han Solo a usando mais de uma vez e fazendo comentários e caras de espanto (a única coisa estranha aqui é como Solo nunca percebeu a potência daquela arma antes, já que ele e o wookie trabalharam juntos por tanto tempo, mas tranquilo, o cara é distraído). Então, logo após a morte de Han, Chewie, em um momento de fúria, acerta um tirambaço na barriga de Kylo Ren usando aquela arma tão apelona. Depois disso, o vilão fica claramente debilitado, o filme mostra muito bem o quanto aquele ferimento afetou seus poderes. Agora some isso à relativa força que Finn possui e a enorme força de Rey e temos um Kylo Ren derrotado.

5) É óbvio que Rey é uma Skywalker

E é por ser tão “óbvio” que eu digo: ela não é. Rey se mostra uma usuária da força muito poderosa. Ela aprende a usar a força por osmose, observando Kylo Ren. Ela lê a mente do vilão enquanto ele tentava ler a dela; ela usa a força para pegar o sabre de luz vendo Kylo Ren tentando fazer o mesmo; e, finalmente, ela aprende a usar o sabre ao vê-lo lutar. A força nela é arrebatadora, a ponto de aprender em um estalo coisas que padawans comuns demorariam meses ou até anos. Mas não são apenas os Skywalkers que possuem poder tão grande assim. Não vamos esquecer de Obi-Wan Kenobi, o Jedi que só não matou Anakin Skywalker por pena e compaixão. Na odiada não-mais-nova-trilogia de George Lucas vemos que Obi-Wan se torna um dos Jedis mais poderosos da Galáxia, atrás apenas de Yoda e Mace Windu. Todos se lembram do que aconteceu com ele após a luta contra Anakin. Ele foi obrigado a se exilar em Tatooine, onde ficou escondido por décadas. Cerca de vinte anos da vida de Kenobi não são mostrado. Meu palpite é que, em algum momento, Kenobi teve um filho e que esse filho deu origem a Rey. Ou seja, Rey seria neta de Obi-Wan. Uma Kenobi.

O grande mistério deixado para o próximo filme foi justamente a origem da personagem principal, e acho que se a resposta fosse assim tão simples como “Rey é filha de Luke” não existiria mistério algum. Imagine que broxante no próximo filme ver Luke dizer a ela “Rey, eu sou seu pai” e todos no cinema “dããã, eu já sabia”. “Mas ela ainda pode ser filha de Leia”, você vai dizer. Acho mais provável, mas ainda não seria uma surpresa. Por isso, eu tenho 99% de certeza que Rey não é filha de Luke, e, mais ou menos, 73,8% de certeza que ela também não é filha de Leia. Minha aposta é que ela seja da linhagem dos Kenobi, ou alguma outra coisa que ninguém pensou ainda.

Existem algumas evidências bem sutis que ajudam a firmar a teoria, vou falar algumas. As vozes de Ewan McGregor e Alec Guinness (os dois atores que interpretaram Obi-Wan Kenobi) foram usadas na cena do “despertar” de Rey, quando ela encontra o sabre de Luke. Sim, o sabre era de Luke e, antes, de Anakin, mas isso não significa que ele só “chamaria” por descendentes dos antigos donos (isso sem falar que o sabre ficou em posse de Obi-Wan por cerca de vinte anos). E, veja só, sabe quem são os únicos personagens com sotaque britânico da saga? Sim, Obi Wan Kenobi e Rey. Tem alguma coisa aí, não acham? Bom, vamos saber daqui a pouco menos de dois anos. Ah, vou aproveitar e fazer mais uma aposta. No próximo filme, acredito que Rey fará seu próprio sabre de luz com a ajuda de Luke. OK, até aí tudo bem, mas algo me diz (talvez, quem sabe, aquele bastão enorme que ela usa), que será um sabre duplo, como o de Darth Maul. Seria épico, não? Seria mais legal ainda se a cor dele fosse amarelo, cor inédita entre os protagonistas. E, claro, Finn usaria um sabre roxo, como o de seu avô Mace Windu (aqui foi viagem minha mesmo, hehe). Mas digo uma coisa: se eu acertar, eu vou ressuscitar esse post e esfregar na cara de todo mundo. E, claro, se eu errar eu deixarei ele aqui bem quietinho e vou torcer para que ninguém se lembre dele.

Até a estreia dos próximos filmes da saga seremos bombardeados com muito mais mimimis e teorias idiotas e não-tão-idiotas. Vocês têm alguma?

Nota: as imagens que vocês viram acima são fan-arts que escolhi a dedo para ilustrar o post. Os links para as imagens originais estão nas próprias imagens. A única exceção é a última imagem, que é uma montagem feita por mim mesmo :D

Que a força esteja com vocês.

Victor Gerhardt

Nerd, inventor, cientista, super-heroi, jedi e levemente imaginativo nas horas vagas.

Comente e compartilhe