1. Biblioteca Nerd: Melhores Amigas de Emily Gould

    Mirela Paes

    A louca do azul, escritora, blogueira, feminista e nerd com muito orgulho. As vezes deixa que seu lado trevoso fale mais alto, mas não larga seus pôneis de crinas ...

    Sinopse:

    "Bem-sucedido romance de estreia de Emily Gould, Melhores amigas pinta um retrato honesto e bem-humorado da mulher na faixa dos 20 e tantos aos 30 e poucos anos hoje, com suas expectativas e seus questionamentos. Segundo da coleção Geração Ha, o livro acompanha as trajetórias de Bev e Amy, amigas de longa data que chegaram aos 30, mas ainda não encontraram seu rumo na vida, entre escolhas pessoais e profissionais duvidosas. Ao longo da trama, entre sushis, taças de vinho e cigarros ocasionais, elas dividem seus planos e suas incertezas uma com a outra. Mas a amizade é posta à prova quando o plano de Amy de morar com o namorado naufraga, ao mesmo tempo em que Bev engravida de um desconhecido. Juntas, elas terão que descobrir se a amizade é capaz de resistir à força do tempo e às reviravoltas da vida, nesta deliciosa crônica da vida da mulher moderna."

    Emily Gould pareceu descrever a mim e minhas amigas nas páginas de seu livro. Cheguei aos 30 e estou me ajudando a minha real carreira só agora. Mas conheço amigas que ainda estão naquele momento delicado de empurrar o emprego com a barriga - e eu já fiz isso também! - ou estão se dedicando tanto ao emprego que gostam, mas não são reconhecidas - isso também já aconteceu comigo! E eu poderia descrever milhares de situações das quais super me identifico, sabe? Por já ter passado, por estar passando e até mesmo por tentar apoiar minhas amigas.

    A fase dos 30, para a geração de nossos pais significava carreira consolidada, casa própria, família... Para muitas de nós, os 30 mais parecem os 20, versão .2, um tanto confuso. E as mudanças não estão só em nós, estão em tudo ao nosso redor. A forma como empregos não necessariamente significam segurança e como muitas vezes somos tão responsáveis que acabamos deixando nossos sonhos de lado. Ou para aquele pequeno intervalo no horário de trabalho.

    Você consegue sentir como a amizade das personagens é real, e além de todas essas loucuras fáceis de nos identificar que citei, a autora coloca o empoderamento feminino em pauta de forma muito bacana. Gostaria de conhecer um homem que leu o livro, só para saber quais as suas impressões. hehehe.

    O questionamento do livro, no final é sobre a amizade. Será que ela tem prazo de validade? E será que, por você ter uma melhor amiga e, de repente, suas vidas seguirem rumos diferentes, significa que as amizades vão acabar? Será que amizade é, só estar na mesma linha, mesmo tipo de fase de vida, mesmos interesses? Ou será que uma amizade é realmente para sempre? Mesmo não tendo que ser para sempre da mesma forma?

    Por ser o primeiro livro da autora, podem ter certeza que ficarei de olho em seus próximos lançamentos, pois além de muito inteligente e atual, sua escrita é leve e super divertida. Recomendo demais!

    XoXo

    Comente e compartilhe