1. Biblioteca Nerd: A Quimica de Sephenie Meyer

    Mirela Paes

    A louca do azul, escritora, blogueira, feminista e nerd com muito orgulho. As vezes deixa que seu lado trevoso fale mais alto, mas não larga seus pôneis de crinas ...

    Sinopse:

    "Uma ex-agente especial fugindo de seus antigos empregadores precisa aceitar um novo caso para limpar seu nome e salvar a própria vida. Ela trabalhava para o governo americano, mas poucas pessoas sabiam disso. Especialista em seu campo de atuação, era um dos segredos mais bem guardados de uma agência tão clandestina que nem sequer tinha nome. E quando perceberam que ela poderia ser um problema, passam a persegui-la. A única pessoa em quem ela confiava foi assassinada. Ela sabe demais, e eles a querem morta. Agora ela raramente fica em um mesmo lugar ou usa o mesmo nome por muito tempo. Até que um antigo mentor lhe oferece uma saída — uma oportunidade de deixar de ser o alvo da vez. Será preciso aceitar um último trabalho, e a única informação que ela recebe a esse respeito só torna sua situação ainda mais perigosa. Ela decide enfrentar a ameaça e se prepara para a pior batalha de sua vida, mas uma paixão inesperada parece diminuir ainda mais suas chances de sobreviver. Enquanto vê suas escolhas se evaporarem rapidamente, ela vai usar seus talentos como nunca imaginou."

    A Química tinha tudo para ser um livro muito, muito bacana de suspense. Mas ele acaba sendo apenas um bom livro, bem sessão da tarde para quem curte publicações de formato mais comercial do gênero.

    A questão aqui não são os pontos positivos do livro - o principal deles, uma protagonista incrível, mas muito mal aproveitada, infelizmente - mas como eles acabam sendo deixados de lado pelos problemas do livro.

    Eu ADORO A SAGA CREPÚSCULO. Na verdade, não gosto do último livro, Amanhecer, justamente por ele ser um longo livro que não tem muito o que contar. E aí está o maior problema de A Química. Apesar de ser um livro "adulto", ele é um livro ENORME. Talvez, se fosse um pouco mais enxuto, funcionasse melhor. A trama toda acaba se tornando boba, e os leitores mais exigentes não vão gostar.

    Outra coisa sobre o livro, é que como sou espectadora de suspenses e séries investigativas, em alguns momentos o livro me pareceu bastante com o ritmo de episódios de CSI. Isso seria até positivo, se tal formato não fosse tão "esticado" como já comentei. E se tem algo que me incomoda, desde os tempos de Crepúsculo é a falta de pesquisa. Para Crepúsculo algumas coisas passam batidas, mas pelo fato dela escrever um livro para adultos e com uma trama tão interessante, a falta de pesquisa tira a credibilidade.

    Foi uma leitura "sessão da tarde", mas um tanto cansativa. O ponto positivo, porém, é a construção dos personagens, em especial da protagonista. Ela sempre consegue apresentar personagens bacanas, mas infelizmente, nunca temos o suficiente deles...

    XoXo

    Comente e compartilhe